sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

SER para depois FAZER!

(Mensagem ministrada no culto de ceia na ADDLUX - 06.12.14)


Queríamos que toda a igreja Addlux e naturalmente quem serve nalgum departamento da mesma, pudéssemos juntos fazer uma avaliação do nosso SER e do nosso trabalho (FAZER)!

“Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão,para a correcção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus sejaperfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra.” - 2 Timóteo 3:16-17

Precisamos que Deus, pela Sua PALAVRA, transforme e santifique o nosso SER (carácter e motivações), para que santificados e aperfeiçoados no nosso homem interior, possamos ser equipados por Deus para o servirmos em verdade, na Sua obra (FAZER)!
Para realizar o serviço do Senhor, Deus requer: "que o homem de Deus seja perfeito(SER) e perfeitamente habilitado para toda boa obra (FAZER)."

A Bíblia transforma o nosso SER e capacita-nos (habilita-nos) para realizarmos (FAZER) a obra de Deus.

Eu reconheço que temos a fasquia da exigência para se poder ser um cooperador da ADDLUX, ainda baixa. Precisamos de aumentar essa fasquia, essa exigência de qualidade do SER e capacidade no FAZER.


Um dos testes que podíamos fazer que certamente iria confirmar isso mesmo, é o teste do conhecimento bíblico. Deveríamos fazer esse teste a todos os cooperadores da ADDLUX. E naturalmente deveríamos ter um curso bíblico para formar cooperadores.
Vamos analisar um pouco o tema SER para Fazer e no final do nosso texto iremos ver como podemos fazer bem a obra de Deus!
Neste final de ano vamos analisar como está o nosso ser, o nosso coração, a nossa santificação..., para que no próximo ano, Deus nos leve a FAZER coisas grandes!


O SER ESTÁ RELACIONADO COM IDENTIDADE!
Uma verdadeira identidade cristã!

FAZER:
Senhor, Senhor, não profetizámos nós em teu nome? e em teu nome não expulsámos demónios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?"
SER:
"E então lhes direi, abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade" - Mateus7:22-23


Nós somos conhecidos por Deus, por aquilo que somos em Cristo e não por aquilo que "fazemos" para Cristo!

Um dos testes que todos deviam passar, para provar a sua identidade (SER),era o teste do confronto directo com o poder das trevas:
Alguns judeus que andavam expulsando espíritos malignos tentaram invocar o nome do Senhor Jesus sobre os endemoninhados, dizendo: "Em nome de Jesus, a quem Paulo prega, eu lhes ordeno que saiam! "

Os que estavam fazendo isso eram os sete filhos de Ceva, um dos chefes dos sacerdotes dos judeus.
Um dia, o espírito maligno lhes respondeu: "Jesus, eu conheço, Paulo, eu sei quem é; mas vocês, quem são? "

Então o endemoninhado saltou sobre eles e os dominou, espancando-os com tamanha violência que eles fugiram da casa nus e feridos.
E foi isto notório a todos os que habitavam em Éfeso, tanto judeus como gregos; e caiu temor sobre todos eles, e o nome do Senhor Jesus era engrandecido.”
Actos 19:13-17

Ou "SOMOS" conhecidos por Jesus, ou não somos. Não são as nossas boas obras que nos tornam conhecidos por Deus, mas sim a obra de Cristo em nós!

Só quando estamos comprometidos com o DEUS DA OBRA é que podemos realizar a OBRA DE DEUS!


Vamos deixar Deus transformar o nosso ser, para que o nosso fazer, produza aquele fruto que permanece!


O SER ESTÁ RELACIONADO COM O FUNDAMENTO, E A CONSTRUÇAO COM O FAZER!

Por isso é que; FAZER sem SER é uma tragédia!

Jesus ensinou-nos que temos que construir as nossas vidas sobre o fundamentocerto que é a rocha.
Quantas construções, quantas vidas, quantos projectos caem porque não foramconstruídos sobre a rocha?
Quantas pessoas que aparentemente tinham grandes construções (pessoais,materiais, de serviço, de carácter...) mas que de um momento para o outro a sua vida e construções desmoronaram?

Como alguém disse muito carisma (construções) e pouco carácter (fundamento)!

E esta triste verdade está relacionada com os escândalos.
Normalmente é escândalo, quando nós não esperávamos que aquela determinada pessoa fizesse o que fez.

“Ai do mundo, por causa dos escândalos; porque é mister que venham escândalos, mas ai daquele homem por quem o escândalo vem!” Mateus 18:7

Vamos determinar: “Mesmo que venham escândalos, eu vou continuar firme em Jesus, aquele que nunca falha, nunca nos desilude”

Vamos primeiro tratar do nosso fundamento, que é a nossa identidade cristã, que é o carácter e a natureza de Cristo em nós, que é a Palavra de Deus transformando as estruturas do nosso ser e depois leve o tempo que levar, custe o que custar, vamos construir as nossas vidas sobre esse fundamento!
"Segundo a graça de Deus que me foi dada, pus eu, como sábio arquitecto, o fundamento, e outro edifica sobre ele; mas veja cada um como edifica sobre ele. Porque ninguém pode pôr outro fundamento, além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo." 
1 Coríntios 3:10-11


O SER ESTÁ RELACIONADO COM O DAR FRUTO!

Todos podem dar fruto (FAZER), mas só a árvore boa (SER), dá BONS frutos!

"Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus. Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons.Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo. Portanto, pelos seus frutos os conhecereis. Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade do meu Pai que está nos céus.” 
Mateus 7:17-21
Muitos escondem aquilo que (não) são, com o fazer!
Fazem muitas coisas, com muito aparato, visibilidade..., até produzem fruto..., mas é quando se prova o fruto é que se descobre qual é o bom e qual é o mau!


Algumas vezes o fruto mau, até tem melhor aspecto exterior do que o fruto bom...,mas o interior..., mas quando se prova...


Todas as nossas obras (FAZER), um dia serão julgadas, por isso sejamos aquilo que Deus quer sejamos e depois façamos aquilo que Deus quer que façamos!
"E, se alguém, sobre este fundamento, formar um edifício de ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha, A obra de cada um se manifestará; na verdade, o dia a declarará, porque pelo fogo será descoberta; e o fogo provará qual seja a obra de cada um. Se a obra que alguém edificou nessa parte permanecer, esse receberá galardão. Se a obra de alguém se queimar, sofrerá detrimento; mas o tal será salvo, todavia como pelo fogo." 
1 Coríntios 3:12-15


O SER ESTÁ RELACIONADO COM DEPENDENCIA, E O FAZER SEM SER, COM AUTO-SUFICIENCIA (INDEPENDÊNCIA)!


“Eu sou a videira, vós as varas; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque, sem mim, nada podeis fazer.” 
João 15:5

“Assim diz o Senhor: Não se glorie o sábio na sua sabedoria, nem se glorie o forte na sua força; não se glorie o rico nas suas riquezas. Mas, o que se gloriar glorie-se nisto: em me conhecer e saber que eu sou o Senhor, que faço beneficência, juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado, diz o Senhor.”
Jeremias9:23-24

Dependemos de Deus para tudo o que fazemos e também devemos estar sujeitos uns aos outros.

QUANDO NÓS SOMOS, TEMOS O DESEJO DE FAZER A OBRA DE DEUS DA MANEIRA CERTA, COM A CAPACIDADE E AUTORIDADE QUE DEUS NOS DÁ!


Eu gosto muito de pensar na igreja como um exército, o crente como um soldado e a casa de oração como um quartel.

Tu pois, sofre as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo.
"Ninguém que milita se embaraça com negócios desta vida, a fim de agradar àquele que o alistou para a guerra.
E, se alguém também milita, não é coroado se não militar legitimamente.” 

2 Timóteo 2:3-5
“Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade.” 
2 Timóteo 2:15

Soldado, tem a ver com o SER, combater tem a ver com o FAZER.

Muitos querem combater sem serem verdadeiramente soldados, sem estarem devidamente preparados, treinados e equipados.


Muitos vêem a igreja e o templo, como um hospital, outros como uma escola, outros como um clube, outros como um centro cultural e recreativo, outros como um centro comunitário, outros como uma “santa casa da misericórdia“, etc...
Eu quero vos dizer que num quartel nós encontramos tudo isso: hospital e enfermaria militar, tempo de comunhão e convívio, tempos recreativos, ajuda social, etc.., mas num exercito, num quartel o foco é a batalha, por isso o soldado não quer ficar muito tempo sem estar a lutar..., pode ter que ir ao hospital, mas deseja sair de lá o mais rápido possível, pode ter tempos de comunhão e convívio com os outros soldados, mas onde ele se sente bem é a combater ao lado deles, pode até por algumas circunstâncias precisar de ajuda social, mas acredita que rapidamente a bênção de Deus estará dele, não vive mendigando, etc..


Quando somos soldados, que estão em guerra continua contra a carne, mundo e satanás, teremos sempre uma postura de vigilância, de treino (formação) e luta constante, de dedicação e instrução, etc...

“E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, uma incorruptível." 
1 Coríntios 9:25

Eu tenho sido muito abençoado e inspirado, por verdadeiros soldados que esta igreja tem. Crentes que apesar das suas dificuldades, estão na frente da batalha, muitas vezes até cansados e feridos, mas não desistem de lutar.
Infelizmente vemos outros que basta um arranhãozinho para deixarem de lutar e começarem a reclamar e lamentar-se.


Uma coisa que é prejudicial no realizar da obra de Deus, é a ideia que para não deixar sair uma pessoa da igreja, tem que se dar um cargo, ou então, não se pode retirar o cargo, porque é isso que a prende à igreja.
Por experiencia, sei que é importante não retirar logo a pessoa do seu cargo na igreja, porque pode ser que a pessoa por gostar de fazer algo, se arrependa e de uma vez por todas passe a SER, o que Deus quer que ela seja, para passar a FAZER a obra de Deus.
Agora não podemos é manter sempre a pessoa nessa condição.
Aliás, não é o servir a Deus que nos prende a Deus, mas sim o nosso amor e rendição a Deus é que nos leva a servi-lo de coração e em verdade e da forma que Lhe agrada.

Muitos porque perderam as condições espirituais, foram retirados dos seus cargos da igreja, mas infelizmente continuam a reclamar por esses cargos, esquecendo-se que o mais importante não é o que fazemos na obra de Deus, mas sim aquilo que nós somos!!!
O tempo que passamos ausentes do serviço na casa de Deus, é um tempo de restauração e de renovação.


Como devemos servir a Deus e realizar (FAZER) a sua obra:

1. Com Exemplo, Fidelidade (Compromisso) e Santidade:

Pois eu assim corro, não como a coisa incerta; assim combato, não como batendo no ar.
Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado.

1 Coríntios 9:26-27

“Esta é uma palavra fiel: se alguém deseja o episcopado, excelente obra deseja.
Convém, pois...“ 

1 Timóteo 3:1-2

Que os homens nos considerem como ministros de Cristo, e despenseiros dos mistérios de Deus.
Além disso requer-se dos despenseiros que cada um se ache fiel.“ 

1 Cor.4:1-2

“Disse Josué também ao povo: Santificai-vos, porque amanhã fará o Senhor maravilhas no meio de vós“ 
Josué 3:5

2. Equipados e Capacitados por Deus (Autoridade):

Esta capacitação e autoridade para realizarmos uma determinada missão na obra de Deus (FAZER), só é possível, quando for Deus a nos chamar para essa missão(SER).

A nossa capacidade não vem de nós mesmos, mas deve vir sempre de Deus!

"E ninguém toma para si esta honra, senão o que é chamado por Deus, como Arão."
Hebreus 5:4

Como alguém disse:
“Deus não chama os capacitados, mas capacita (FAZER) os chamados (SER)! 


E é por Cristo que temos tal confiança em Deus; Não que sejamos capazes, por nós, de pensar alguma coisa, como de nós mesmos; mas a nossa capacidade vem de Deus, O qual nos fez também capazes de ser ministros de um novo testamento, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata e o espírito vivifica.“ 
2 Cor. 3:4-6

3. Disponibilidade:

A disponibilidade para servir a Deus, acaba por ser um dos requisitos importantes para quem quer servir.
Como o mais importante para nós, é (deve) ser a obra de Deus e o Seu reino, quando algum dos cooperadores da nossa igreja, não tiver disponibilidade ou capacidade para desempenhar alguma tarefa, que este seja o primeiro a reconhecer, a orar e a propor que alguém o possa substituir temporariamente ou definitivamente.


Para nós pastores é bom ver essa disponibilidade de servir e também o reconhecimento da falta dela. Deus quer e pode retirar todos os embaraços que nos impedem de o servir.

A Disponibilidade é um sinal de termos colocado o reino de Deus como prioridade em nossas vidas.

Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.
Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.“ 
Mateus 6:33-24

4. Em humildade e submissão

Semelhantemente vós jovens, sede sujeitos aos anciãos; e sede todos sujeitos uns aos outros, e revesti-vos de humildade, porque Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes.
Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que a seu tempo vos exalte;“ 
1 Pedro 5:5-6

“Sujeitando-vos uns aos outros no temor de Deus“ - Efésios 5:21

“Por isso exortai-vos uns aos outros, e edificai-vos uns aos outros, como também o fazeis.
E rogamo-vos, irmãos, que reconheçais os que trabalham entre vós e que presidem sobre vós no Senhor, e vos admoestam;


E que os tenhais em grande estima e amor, por causa da sua obra. Tende paz entre vós.“ 
1 Tessalonicenses 5:11-13

Ninguém deverá servir, sem ter a humildade e o espirito de submissão, ao pastor e às diversas lideranças da igreja.
Não é justo, coerente, honesto, servir com uma atitude de insubmissão e rebeldia. Quem não está submisso às autoridades que Deus estabeleceu na Addlux e não concorda com a visão, possivelmente o melhor será encontrar uma outra igreja para congregar e servir a Deus.

5. Com dedicação e esforço

“Maldito aquele que fizer a obra do Senhor negligentemente..." 
Jeremias 48:10a

Muitos acham que a igreja é tipo um clube, ou centro comunitário, em que todos os sócios têm os mesmos direitos!
Eu quero dizer-vos em nome de Jesus que aquilo que nós temos é DEVERES,para com Deus e para com a sua obra.

Muitos dizem eu tenho direito a ter aquela oportunidade, como o outro tem, mas será que tem sido chamado por Deus para essa missão? Estás a dedicar-te e esforçar-te o mesmo ou mais que aquele que está a ter a oportunidade?
Todos deviam servir, com dedicação e esforço constantes.

“Esforça-te, e tem bom ânimo; ...
Tão-somente esforça-te e tem mui bom ânimo, para teres o cuidado de fazer conforme a toda a lei que meu servo Moisés te ordenou;...
Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não temas, nem te espantes; porque o Senhor teu Deus é contigo, por onde quer que
andares.“ 

Josué 1:6-9


Conclusão:
Relembramos que a vontade de Deus não é que deixemos de FAZER, mas sim, que passemos a SER, porque quem é, faz e faz bem!
Mas se Deus nos quer restaurar, então, que não continuemos a fazer obra deDeus por fazer, ou para manter uma aparência, mas se for necessário tenhamos a coragem de ir para a enfermaria (hospital militar), que tiremos um tempo “sabático”, para que Deus nos restaure, para um dia voltarmos a servi-Lo em santidade e em verdade.


Para o ano de 2015, temos como grande objectivo, ver Deus definitivamente tratar com o nosso ser e ver Deus a levantar homens, mulheres, jovens e crianças paraFazerem coisas GRANDES.


“... mas o povo que conhece ao seu Deus se esforçará e fará proezas.”
Daniel 11:32


No livro de Malaquias, vemos o povo que deixou de SER, e por isso tudo o que FAZIA, não era aceite por Deus:


“Enfadais ao Senhor com vossas palavras; e ainda dizeis: Em que o enfadamos?...”
Mal. 2:17


“Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas.”
Malaquias 3:8 


“As vossas palavras foram agressivas para mim, diz o Senhor; mas vós dizeis:
Que temos falado contra ti?”
Malaquias 3:13

“O filho honra o pai, e o servo o seu senhor; se eu sou pai, onde está a minha honra? E, se eu sou senhor, onde está o meu temor? diz o SENHOR dos Exércitos a vós, ó sacerdotes, que desprezais o meu nome. E vós dizeis: Em que nós temos desprezado o teu nome?


Ofereceis sobre o meu altar pão imundo, e dizeis: Em que te havemos profanado? Nisto que dizeis: A mesa do Senhor é desprezível.


Porque, quando ofereceis animal cego para o sacrifício, isso não é mau? E quando ofereceis o coxo ou enfermo, isso não é mau? Ora apresenta-o ao teu governador; porventura terá ele agrado em ti? ou aceitará ele a tua pessoa? diz o Senhor dos Exércitos.”
Malaquias 1:6-8

As coisas podem mudar, quando tememos ao Senhor e passamos a ser!

“Então aqueles que temeram ao Senhor falaram freqüentemente um ao outro; e o Senhor atentou e ouviu; e um memorial foi escrito diante dele, para os que temeram o Senhor, e para os que se lembraram do seu nome.
E eles serão meus, diz o Senhor dos Exércitos; naquele dia serão para mim jóias; poupá-los-ei, como um homem poupa a seu filho, que o serve.
Então voltareis e vereis a diferença entre o justo (SER) e o ímpio; entre o que serve a Deus (FAZER), e o que não o serve.”
Malaquias 3. 16 a 18

Miguel e Cristina Cartaxo 

Sem comentários:

Enviar um comentário